Ligue-nos! (ligação gratuita) Ligue-nos! Clique aqui e nos ligue! (ligação gratuita)
Agência Parceira: RGB Comunicação

Final do 2° Prêmio Sermed Jovem Estudante é marcada por emoção e alegria dos vencedores

O tema da redação este ano foi "Drogas Lícitas e Ilícitas", em que os alunos pesquisaram e discutiram este problema social com os professores.

Na sexta-feira, 30 de novembro, aconteceu a prêmiação do 2° Prêmio Sermed Jovem Estudante, em um jantar no Salão da Maçonaria Amadeu Amaral. De acordo com o idealizador do projeto e diretor financeiro da Sermed Dr. João Paulo da Cunha, o objetivo do Prêmio Sermed Jovem Estudantil é criar um incentivo para os alunos e professores através de prêmios.

"Ano passado foi um sucesso e tivemos um feedback uito positivo das escolas, por isso resolvemos das continuidade a projetos de cunho socioeducacional como este, pois tudo começa com a educação".

Os alunos do 9° ano das escolas participantes, de Sertãozinho e Cruz das Posses, trabalharam o tema "Drogas Lícitas e Ilícitas", junto aos professores. eles pesquisaram, analisaram, refletiram e debateram em sala de aula sobre o tema, considerando os aspectos biológicos - o que são drogas, tipos de drogas, a ação específica de cada uma e os aspectos sociais frente à sociedade atual - os fatores de risco e de proteção, drogas como uma questão de saúde pública, as drogas mais preocupantes e estratégias de prevenção.

Os alunos selecionados pelas escola fizeram uma redação, no dia 27 de outubro, na Faculdade Anhanguera, em que abordaram o sub tema "Drogas e Adolescência: reprimir ou informar?".

A prevenção através da educação é a melhor maneira de abordar este problema social e de saúde. "Existem estudos e dados científicos que comprovam os danos que a maconha e outras drogas como álcool e cigarro causam, principalmente em um sistema nervoso em desenvolvimento", explica o Dr. João Paulo.

Uma banca julgadora corrigiu as redações e as dez melhores estiveram presente para a premiação. O primeiro lugar ganhou R$ 3.000,00, o segundo R$ 2.000,00, o terceiro R$ 1.000,00 e do quarto ao décimo R$ 500,00. Além disso, houve prêmios para os professores dos primeiros colocados e da escola vencedora.

A Banca foi composta no dia 6 de novembro de 2018, por:

- Magda Bizio: Diretoria de Ensino da Região de Sertãozinho.

- Sandra de Oliveira: Diretoria de Ensino da Região de Sertãozinho

- Camila Meloni: Isntituto Educ. Sertãozinho Saber Ltda ( representando as escolas particulares)

- Silmara Colombo: Secretaria de Educação do Município de Sertãozinho

- Rossinei Arantes: Secretaria de Educação do Município de Sertãozinho 

Para a diretoria do Núcleo Pedagógico da Diretoria de Ensino de Sertãozinho, Kátia Genaro Rodrigues, o projeto é de extrema importância para os alunos, porque na realidade ele cria um vínculo entre aluno e professor. "Além disso, o tema deste ano foi muito relevante para o crescimento pessoal e para o dia a dia. O momento de pensar no tema e desenvolver o projeto é importante, pois faz o jovem refletir, Essa parceria da iniciativa privada como a secretaria da educação é fundamental porque traz um ganho para a educação".

A ganhadora foi Beatriz Helena dos Santos, da EMEF Prof José Negri, que não esperava ganhar, mas ficou muito feliz com a vitória. "Gosto de escrever e adoro a matéria de lingua portuguesa. Ainda não sei o que farei com o prêmio, mas estou muito feliz", contou ela entusiasmada.

Quem estava muito emocionada com a vitória de Beatriz era sua professora e orientadora. Elaine Bisson. "É uma emoção muito grande porque é a conclusão de um trabalho extenso que a gente realiza na sala de aula. Tudo começa com o professor e aluno e, agora, tivemos a concretização".